terça-feira, 26 de maio de 2009

Entrevista: Carlos Alberto Leréia

“A empresa dele (Braga) tem contrato com o PMDB”

Cileide Alves - O Popular

O deputado federal Carlos Alberto Lereia (PSDB) incendiou ontem as relações entre seu partido e o governo do Estado. Em entrevista ao programa Papo Político, da CBN Goiânia, ele acusou o secretário Jorcelino Braga (Fazenda) de ter empresas em nome de laranjas e de prestar serviço a prefeituras do PMDB. O tucano disse ainda que a explicação para o governador Alcides Rodrigues (PP) ter mudado de opinião sobre o governo de Marconi Perillo (PSDB, 1998-2006) é “falta de caráter”.

Quais são as repostas do PSDB a essas críticas do secretário da Fazenda (Jorcelino Braga)?
Quando li (a reportagem publicada domingo no POPULAR), achei estranho ele (Jorcelino Braga), de maneira arrogante, dizer que “assumiu o Estado”. Primeiro, esse cidadão não tem voto. É um cidadão que se fez em Goiânia na agiotagem. Conheço seu passado e é sempre ligado ao mercado financeiro, agiotando, cobrando juros. Então, botaram a raposa para tomar conta do galinheiro. Quando Marconi estava no governo foi muito importante para a eleição do dr. Alcides (Rodrigues). De repente, se aproximaram do Lula, a serviço do PMDB hoje. O sr. Braga trabalha para o PMDB. A empresa dele, aquela de produção de vídeo, tem contrato com as prefeituras do PMDB, inclusive com a prefeitura de Aparecida de Goiânia, do sr. Maguito (Vilela, prefeito). Ele (Braga) está a serviço do PMDB. Eles conheciam muito bem a estrutura do governo, o dr. Alcides foi secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, foi prefeito-interventor em Anápolis. Tudo a convite de Marconi Perillo. Ele assumiu antes de ser eleito e nunca disse um defeito do governo. De repente vem colocar defeito? Isso é traição, é sacanagem, não podemos ficar em silêncio. O Marconi é muito educado, que fique em silêncio. Eu não fico. Não aceito esse tipo de comportamento, isso é desleal, de pessoas que não têm nenhum compromisso, responsabilidade com as relações históricas que existem. O sr. Braga, vou interpelá-lo judicialmente, porque ele, como secretário da Fazenda – e a sua empresa que produz vídeo deve estar em nome de laranjas, porque ele é useiro e vezeiro disso – está fazendo contratos com prefeituras. É muito estranho que uma empresa de um secretário da Fazenda preste serviço para as prefeituras onde a Secretaria da Fazenda tem de distribuir o ICMS, pagar os convênios. Ele tem de se explicar perante o Ministério Público.

Como o PSDB avalia essa mudança de posição que o sr. disse que o governador Alcides teve, ou seja, de alguém que estava no governo, conhecia tudo e não reclamava, para um governo que hoje critica...(Interrompendo a pergunta)
É falta de caráter! Essa é a explicação, é falta de caráter. Um homem que tem caráter não age dessa maneira. Você é boazinha para mim enquanto você me é útil, mas aí o dia que você deixa de ser útil pra mim você passa a ter mil e um defeitos?! Ou então, para eu me aproximar de alguém que não gosta de você, eu vou denegrir sua imagem? Isso se chama falta de caráter, não existe outra palavra.

O governador Alcides é que não tem caráter, na opinião do sr.?
Não tenha dúvida, o sujeito se elegeu com um apoio e hoje nega tudo isso? Está faltando caráter, se comporta como um verdadeiro traidor.

O secretário da Fazenda aponta um problema concreto que todo mundo já conhece, que é a não-contabilização da dívida de R$ 1 bilhão do Estado com a Celg. O governo do PSDB então errou ao não contabilizar essa dívida?
Quem enviou esse projeto para a Assembleia foi o ex-governador, na época governador, Marconi Perillo. Quando eles (PP) assumiram o governo (o projeto) já estava tramitando na Assembleia. Então, o Marconi teve a iniciativa de mandar à Assembleia o reconhecimento da dívida do Estado junto à Celg. Ele só foi votado depois que o dr. Alcides estava no governo, mas a iniciativa foi do governador Marconi Perillo.

Na primeira ação, o governo precisava enviar um projeto a Assembleia autorizando o Estado a assumir a dívida. A segunda parte era o governo contabilizar essa dívida, o que não foi feito. Por quê?
O dr. Alcides, a primeira coisa que ele fez, assim que assumiu o governo, foi botar o diretor financeiro da Celg, que está lá até hoje, o Nerivaldo Costa (PP). Então ele sabia muito bem sobre a Celg. E isso já tem três anos e agora que vem com essa história? Na época da eleição, no caso do próprio Carlos Silva (presidente da Celg e suplente de deputado estadual), a Celg foi muito importante para ele. Acho que é uma boa investigação para o Ministério Público fazer. Parece que eles abusaram muito da empresa na eleição de alguns deputados.

Outra questão apontada pelo governo são 11 acordos firmados pelo Estado com a Eletrobras, durante a gestão de Marconi Perillo, que não foram cumpridos. E isso teria dificultado agora a questão da adimplência da Celg. O que o sr. sabe sobre isso?
Inclusive naquele relatório publicado pelo POPULAR tem pagamentos de juros a bancos. A maioria esmagadora foi feito na gestão do dr. Alcides. É muito estranho ouvir eles fazendo lobby para pegar dinheiro emprestado de banco. Cabe uma investigação. Inclusive tem aí um pagamento à prefeitura de Santa Helena que é algo estranho. Por que os outros municípios goianos não receberam? A prefeitura de Santa Helena recebeu dezenas de milhões de reais. E é administrada pela primeira-dama, a senhora Raquel (Rodrigues, PP). É algo também a ser muito bem explicado. Represento vários municípios, sou de uma cidade do porte de Santa Helena, Minaçu, que não recebeu. Caldas Novas não recebeu, Posse não recebeu, mas Santa Helena recebeu. Estranho esse pagamento de milhões para a prefeitura de Santa Helena.

“A empresa dele, aquela de produção de vídeo, tem contrato com prefeituras do PMDB, inclusive com a prefeitura de Aparecida de Goiânia.”
Leréia, em referência ao secretário Jorcelino Braga (Fazenda)

2 comentários:

  1. O pessoal do senador Marconi Perillo é mesmo obrigado a aguentar as provocações e indiretas deste pessoal, que só está no poder porque contou com a ajuda do senador?

    ResponderExcluir
  2. Franklin Ribeiro27 de maio de 2009 08:51

    Engracado o alcides quando assumiu o governo pagava tudo tinha dinheiro em caixa, dai foi definitivamente eleito e o dinheiro acabou? Estranho isso, ou se e amigo ou inimigo, vamos juntos derrubar esse governo que não faz nada. Em minha cidade ja tem quase 4 anos que não se sabe o que e uma obra do governo, vergonha.

    ResponderExcluir