quinta-feira, 29 de julho de 2010

Marconi: caminhando com o povo!





Política & Justiça

Na Vila Redenção, Marconi ouve críticas à prefeitura
Moradores reclamam de qualidade do asfalto e do fim da Maternidade que funcionava na região. Candidato da coligação Goiás Quer Mais ao governo realiza passeata junto a aliados

Da Redação

A quarta-feira (28) ensolarada de Goiânia presenciou mais uma grande integração entre o candidato da coligação Goiás Quer Mais, Marconi Perillo, e a população da Capital. Marconi e os candidatos da chapa majoritária, a deputado federal e esta-dual, fizeram a já tradicional caminhada, desta vez pelas ruas da Vila Redenção. O bairro, que este ano completou 44 anos, recebeu Marconi com entusiasmo e confiança de que problemas antigos, que não mereceram atenção das atuais administrações municipal e estadual, possam ser solucionados com Marconi no governo.

O comerciante Cláudio foi um dos moradores que receberam o candidato com a esperança de que, no governo, Marconi possa ajudar o setor. Em tom de indignação, o comerciante acusou a Prefeitura de Goiânia de ter abandonado a Vila Redenção. Ele se referiu de forma especial ao fechamento da Maternidade Dona Iris. “Derrubaram o prédio onde funcionava a Maternidade, dizendo que ela seria imediatamente reconstruída e devolvida ao povo. Vieram aqui, fecharam as ruas, soltaram fogos, serviram salgadinhos e até hoje a licitação para a nova sede da Maternidade só está na promessa”, acusou.

Uma outra crítica do comerciante se refere à restauração do asfalto da Avenida Emílio Póvoa. “Chegaram aqui às 5 horas da manhã. Acordaram todo mundo com um foguetório assustador. E fizeram essa porcaria de asfalto, cheio de ondulações e até hoje sem a pintura das faixas de segurança e de divisão da pista. É por isso que Marconi vai ganhar a eleição também em Goiânia. Eu sei que, se ele prometer, ele cumpre. É diferente dessa administração que está no poder”, completou.

Deco, outro morador da Vila Redenção, disse que “vai sobrar para o Marconi construir a Maternidade, porque esse pessoal que está na prefeitura não tem um mínimo de consideração pelo nosso povo”.

Em frente ao terreno vazio, cheio de entulhos e muita poeira que deveria abrigar a nova Maternidade Dona Iris, uma moradora da Vila Redenção fez outra denúncia. “Pioraram o transporte coletivo de toda a cidade. Eles conseguiram acabar com o que o povo tinha como precário, mas tinha. Aqui mesmo, sem nenhuma explicação, tiraram a linha Vila Redenção–Campinas. Um absurdo completo. Atrapalharam a vida de muitos trabalhadores e nem deram satisfação”, acusou.

Um comentário:

  1. Oi Marconi voce vai Ganhar se Deus quizer...

    ResponderExcluir